Você, provavelmente, já ouviu falar por aí sobre diversos motivos lindos para que você saia da vida de funcionário e se torne patrão. Dizem que empreender é a melhor saída, não é mesmo?

Desculpa te decepcionar, mas nem sempre é. Você vai sofrer muito, vai passar perrengue e vai descobrir que o caminho é muito mais difícil do que falaram. Mas, pra facilitar sua vida, já vou, de antemão, te adiantar todas as dificuldades que vai passar se escolher empreender. Depois disso, é por sua conta e risco!

 

Você não vai ter folga

Principalmente no início do seu negócio, vai precisar trabalhar muito mais do que aquelas oito horas que estava acostumado. Bater cartão e ir pra casa jogar videogame e se desligar do mundo? Raro! Os problemas da sua empresa vão pra cama com você! E não vão te deixar dormir!

Existem formas de você diminuir sua carga de trabalho e conseguir mais tempo livre? Sim. Mas terão alguns momentos em que você vai precisar resolver pepinos e você que é o chefe. Você terá que resolver. Quem sabe depois de alguns anos e muito investimento poderá ter uma equipe boa, que te dê um bom suporte enquanto você passa suas férias na Disney. Mas, enquanto isso, você vai continuar indo passar o final de semana na praia, perto da sua casa e, preferencialmente, com um sinal de wi-fi pra poder ficar ligado nos emails e sempre de prontidão pra descascar qualquer abacaxi.

 

Você não vai ter benefícios do governo

Férias, décimo terceiro, adicionais, vale-refeição, saúde e transporte? Você não tem direito a mais nada disso. Neste caso, agora, como é patrão, tem o dever de dar tudo isso aos seus funcionários. Aliás, como todos partem do pressuposto de que o empreendedor é sempre rico, por isso ele abriu uma empresa, a partir de agora, você sempre será visto pela justiça como a parte mais forte da relação de trabalho e, por isso, cabe a você provar quando um funcionário lhe acusar.

Na dúvida, o funcionário sempre vai ganhar. Assim funciona a justiça. Não importa se você for apenas um pequeno empreendedor, que não tem nada, mas quis montar um negócio e colocou um funcionário pra lhe ajudar. Se ele lhe botar na justiça, como você é o patrão, não terá nenhum benefício.

E, falando nisso, você também não vai ter arrego com as taxas, certificações e toda a carga tributária que poderá incidir em seu negócio. Se virar um empreendedor, vai descobrir, da pior maneira, que não existem limites para a criatividade inescrupulosa dos burocratas criadores de taxas.

 

Você não vai ter um patrão pra dizer onde está errado

Não queria ser chefe? Agora aguenta! Ninguém vai dizer quando você estiver errado. Ninguém vai te cobrar metas, melhores resultados e, se você não ficar esperto, é isso que vai te fazer cair na mediocridade e desistir. A maioria dos empreendedores simplesmente não consegue inovar e vai definhando, enquanto os lucros caem e as despesas aumentam.

 

Você vai precisar investir o seu dinheiro. Até aquele que não tem.

Em alguns tipos de negócios você vai precisar investir seu dinheiro. E, muitas vezes, pode chegar em um ponto que você vai precisar investir mais do que tem guardado, se é que tem alguma coisa. Aí é que o bicho pega! O que fazer? Desistir? Encontrar um jeito de fazer sem gastar? Ir atrás de um sócio? Buscar um empréstimo? São várias opções. Mas eu não queria estar nessa encruzilhada.

 

Se tiver sucesso, as pessoas terão inveja

Aceite. Seres humanos são seres invejosos. Alguns podem te admirar e isso vai te fazer um bem danado. Mas, olha, aqueles que vão te invejar, vão fazer isso com tanto fervor, que vai ser difícil manter seu bem-estar. Você vai precisar de muito banho de sal grosso e, principalmente, olho vivo pra ficar esperto com os invejosos que se dizem amigos.

 

Se fracassar, as pessoas dirão: Eu te avisei

Ainda que o fracasso faça parte da vida de um empreendedor, muitas pessoas não saberão lidar com ele. Muitos vão te desmotivar e dizer aquelas velhas frases: isso não tem futuro; deixa de ser sonhador; fulano está melhor que você; ou aquela frase que eu tanto amo, que abrasa meu coração: Por que você não faz um concurso?

É por isso que eu te pergunto: Sabendo que ser empreendedor é tão complicado, por que você não faz um concurso? Aquele seu primo passou em um concurso e está muito bem. Olha! Depois não diga que não te avisei, ein!

 

———-

Agora, quer minha opinião pessoal? Seja empreendedor mesmo! As dificuldades são inúmeras, mas vale a pena! Quem sabe em breve eu faça um artigo com as vantagens de ser empreendedor. Por isso, me siga nas redes sociais e na minha newsletter pra ficar por dentro!

 

———-

Guilherme Santos: Formado em Publicidade e Propaganda, atua na área de comunicação desde 2007 e escreve uma coluna semanal no Jornal de Laguna desde 2014. Fundou, juntamente com um sócio, em 2015 a startup Crush Design, especializada na criação e venda de móveis em formato digital. Também tem uma empresa de marketing e publicidade, que hoje se chama Gui Santos PRO, e desenvolve artes gráficas, redação, social media e criação de conteúdo para vários clientes.

Gostou do texto? Curta, compartilhe e comente. Vamos trocar ideias!

E falando em trocar ideias, estou criando um grupo fechado para quem quer receber e-mails meus com novidades, textos em primeira mão e dicas. É só clicar neste link pra se cadastrar: http://eepurl.com/cqEXXv

Não se esqueça de me seguir aqui no Linkedin. Toda semana posto um artigo diferente, que você vai gostar de ler, tenho certeza!

Também peço que siga minha página no Facebook: www.facebook.com/guisantospro/

E depois de te pedir tantas coisas, só quero agradecer! Obrigado por ler até aqui. Espero que possamos continuar nos comunicando e crescendo profissionalmente!

Você vai gostar desses posts também

Gosto de ver os comentários. Escreve algo aí!