Quando alguém fala em home office, muitos já pensam que este é o trabalho dos sonhos. Poder ficar em casa, não ter chefe, fazer os próprios horários, tirar aquele cochilo quando quiser.

Ao longo dos anos se criou uma glamourização do home office. Mas a realidade é totalmente diferente do que reza a lenda. É preciso lidar com diversos problemas, principalmente a solidão!

E, como estamos no Setembro Amarelo, é importante falar sobre essa solidão, suas causas e consequências, que podem levar a outras doenças, como ansiedade e depressão.

Inclusive, aproveito para indicar este incrível texto sobre o Setembro Amarelo, publicado no Ser Freelancer, do meu amigo Sebastian. Este texto me inspirou a escrever esse aqui e mostrar pra você que trabalhar em casa é bom demais, mas também tem seus contras e, em alguns casos, pode nos fazer pirar!

 

A verdade é que o home office pode ser chato demais!

Trabalhar em casa, muitas vezes, significa trabalhar sozinho, em seu quarto, num escritório improvisado, sem muito glamour. Não são todos que tem condições financeiras de fazer um escritório planejado, que passe um ar de um verdadeiro local de trabalho.

Também não são todos que desfrutam de paz e silêncio para trabalhar. Alguns precisam dividir a casa com a família e com os assuntos domésticos.

No fim, o home office pode ser um desafio para a sua paciência e produtividade. Confesso que ainda hoje tenho certa dificuldade em me organizar, focar em determinados trabalhos e evitar as distrações. Essa é uma luta diária!

Quando você trabalha em uma empresa, geralmente precisa fazer um percurso diário até seu escritório, vê o mundo, vê pessoas. Ao chegar, encontra um ambiente diferente da sua casa, com pessoas diferentes, com histórias e ideias diferentes. Isso ajuda a deixar tudo mais dinâmico.

Dos tempos de CLT, quando era um reles estagiário de agência, sinto falta das conversas diárias, dos papos sobre futebol, video-game, cinema, etc. Conversar, conhecer outras pessoas e lugares nos ajuda a adubar a mente e manter nossas ideias férteis.

Se a gente não buscar fazer isso também, mesmo quando estamos em nosso home office, nos sentimos solitários, atrofiamos os músculos do nosso cérebro, perdemos bagagem cultural e isso pode nos levar a episódios de ansiedade, depressão e outras doenças mentais comuns nessa nossa nova sociedade.

Como acabar com a solidão no home-office?

O texto que citei anteriormente, do site Ser Freelancer, já dá algumas ótimas dicas. Vou resumi-las aqui e complementar.

Água parada cria limo! E nós somos como água!

Entendeu a analogia, né?

Nós somos como água, somos leves, fluidos, inconstantes. E, assim como a água, se a gente ficar muito tempo parado, criamos limo e apodrecemos.

Por isso, um dos segredos primordiais para manter a sanidade e a felicidade em seu home office é não ficar parado!

Faça coisas que mudem sua rotina, que te façam sair da zona de conforto, que acrescentem novas experiências em sua mala. Aqui estão algumas sugestões:

  • Saia de casa, vá ao mercado, caminhe, se exercite. Não fique apenas no seu “escritório”. Tire uma horinha do dia pra ir dar uma caminhada, ir até à padaria, visitar um amigo, parente ou vizinho próximo.
  • Marque reuniões presenciais. Muitas vezes fazemos tudo online. Mas, sempre que possível, marque um café com aquele cliente e vá conversar. É sempre bom aquele papo olho no olho.
  • Saia com os amigos, marque aquele churrasco, vá pra balada. Saia de casa pra interagir com outras pessoas e ver o mundo. Mesmo que você seja um lobo solitário e aprecie o silêncio do seu lar, algumas vezes é bom sair um pouco.
  • Use suas redes sociais. Sim, na contramão do que é comumente bradado hoje em dia, indico que você use suas redes sociais para se manter conectado com o mundo e outras pessoas. Poste algumas coisas, converse, troque ideias, faça novas amizades. Aí, no futuro, quem sabe você marca um café, um chopp e transforma essa amizade virtual em real.
  • Mude seu home office. De vez em quando vá visitar um parente e passe alguns dias em sua casa. Viaje. Conheça novos lugares. Se você trabalha em casa, provavelmente é porque pode trabalhar de qualquer lugar. Então, aproveite isso. Eu estou buscando trabalhar e passear um pouco mais e posso garantir que é algo renovador!

Ps.: Inclusive, deixo abaixo uma publicação que fiz enquanto viajava pra realizar uns compromissos e aproveitava pra trabalhar um pouco.

Precisa de ajuda?

Leu tudo isso aqui, mas sente que precisa de ajuda para se organizar melhor em seu home office, conseguir produzir mais e vencer também a solidão?

Então comente aqui ou entre em contato comigo. Podemos conversar. Posso tentar te ajudar.

Aconselho também que você busque uma ajuda profissional. Uma terapia pode te ajudar a encontrar todas as respostas que você precisa.

E, além disso, você pode ler alguns livros e textos que vão te ajudar nessa missão de se tornar um profissional (e ser humano) melhor.

Indico a leitura do texto citado do site Ser Freelancer, além de outros materiais que estão por lá.

Se você quer trabalhar de qualquer lugar do mundo e viver como um nômade digitalindico o livro do meu amigo e ex-sócio Matheus de Souza, Top Voice do Linkedin e mestre em ganhar dinheiro viajando o mundo!

Se você quer ser um redator freelancer, como eu, aconselho também este livro que comecei a ler a pouco em meu Kindle: Redator Freelancer: Dos primeiros clientes ao sucesso no mercado

E aqui mais alguns livros para desenvolver seu lado empreendedor e te ajudar a se organizar melhor:

Trabalhe 4 horas por semana

O poder do hábito

O poder da ação

Gestão do Tempo para o Home Office

 

 

* Os livros aqui citados estão com links para o site da Amazon. Comprando por este link, você me ajuda, pois ganho uma pequena comissão pela indicação. No fim, você ganha por ler um livro bom, que eu indiquei, e eu ganho uns centavos pela venda.

Inclusive, se você se interessou e quer também ganhar dinheiro indicando livros e outros produtos e serviços, vale a pena ler este artigo onde falo sobre 3 métodos reais e seguros para ganhar dinheiro online e sem sair de casa.

 

—————

Este artigo também está lá no meu perfil do LinkedIn

Se quiser receber artigos como este por email, é só se cadastrar aqui!

Você também pode entrar no meu grupo privado do Whatsapp e receber os meus artigos e novidades em primeira mão! É só clicar aqui!

E pode relaxar, pois o grupo será apenas pra você receber as novidades, sem encheção de saco e sem um monte de gente falando assuntos aleatórios. Eu prometo!

Aproveite e curta a minha página no Facebook: facebook.com/guisantospro

😘

—————

Guilherme Santos: Formado em Publicidade e Propaganda e pós-graduando em Mídias Sociais e Marketing Digital, atua na área de comunicação desde 2007.

É especialista em criação de conteúdo e marketing digital. Apaixonado pela escrita, trabalha como redator freelancer para diversos clientes em todo o Brasil. Faz parte do time de redatores da Contentools, escreve uma coluna semanal no Jornal de Laguna, além de públicar artigos em seu blog, LinkedIn e em portais parceiros que divulgam seus conteúdos.

Também vem ajudando pessoas e empresas a desenvolverem seus perfis no LinkedIn através de consultoria, gerenciamento de publicações, treinamentos e palestras.

—————

Gostou do texto? Curta, compartilhe e comente. Vamos trocar ideias!

Gosto de ver os comentários. Escreve algo aí!