Crescer. Seja você um profissional ou uma empresa. Todos querem crescer, evoluir, ter mais dinheiro e ser feliz, não é mesmo? Mas para crescer é preciso faturar mais, ter mais clientes, ver os dígitos da conta aumentando. Infelizmente, ao contrário do que muitos insistem em dizer, nada é fácil, principalmente quando o assunto é dinheiro. Não existe fórmula mágica, nem negócio incrível que vai te fazer ficar rico em algumas semanas (principalmente se isso envolver algum tipo de esquema de pirâmides e afins).

Mas, ainda que não existam soluções milagrosas, existem soluções fáceis e de baixo custo. É o exemplo do marketing digital, que hoje está acessível para qualquer pequena empresa e empreendedor. É o caminho mais fácil para vender mais, faturar mais e gastar pouco.

Como eu sei que o que convence mesmo são números, então eu trouxe alguns dados bem interessantes que peguei lá no blog Marketing sem Gravata, que, por sua vez, compilou as informações de um estudo feito pelo Hootsuite e pelo We are Social.

  • Mais da metade do mundo agora usa um smartphone;
  • Quase dois terços da população mundial tem agora um celular;
  • Mais de metade do tráfego da web mundial vem de telefones celulares;
  • Um em cada cinco indivíduos do mundo fez compras online nos últimos 30 dias.

Se esses números ainda não te convenceram a investir no marketing digital da sua empresa, sugiro que clique ali em cima no link para ver mais sobre este estudo e que também leia as linhas abaixo. Vou te contar alguns segredinhos que aprendi ao longo desses anos trabalhando com redes sociais e que podem te fazer crescer muito sem gastar quase nada!

 

1 – Você NÃO PRECISA estar em todas as redes sociais

Um dos grandes erros das pequenas e médias empresas que começam no marketing digital é achar que devem estar em todos os lugares, fazendo de tudo, atingindo todos os públicos. A falta de foco é o que mata qualquer estratégia! Pra que gastar tempo e dinheiro em redes sociais que não vão lhe trazer resultados diretos?

E mais: Cada rede social tem sua particularidade, seu tipo de público, sua forma de interação. Tudo isso precisa ser analisado antes de criar uma conta naquela rede social do momento. Pior do que não estar numa rede social é estar lá e não interagir corretamente com o público.

Recentemente uma empresa para a qual presto serviço resolveu criar uma conta aqui no Linkedin. Já começou errado criando um perfil, como uma pessoa. Aqui, assim como no Facebook, Instagram e outras, é possível criar uma página específica para empresa. Para que ela possa se conectar com seus funcionários, analisar resultados de publicações e etc. Não saber disso é um erro grave. É como ir para um duelo de armas levando uma faca. Portanto, é essencial saber onde você vai se meter antes e ir preparado.

E ainda seria possível explicar muito mais e dar vários exemplos, mas acho melhor deixar isso para um artigo especial, não é mesmo? Por isso já peço que clique e se inscreva pra receber minha newsletter especial sobre marketing digital. Assim podemos continuar esta discussão no futuro.

Resumindo: Pense bem antes de entrar em uma rede social. Analise o perfil do público que está lá e como você pode se comunicar com eles. Pesquisa e planejamento são a chave de tudo!

 

2 – Conheça alguns macetes (imagens, tamanhos, sites de referência e etc)

Como diz aquela máxima: “Não importa o que você sabe. O importante é o que você faz com aquilo que sabe”.

No marketing digital você precisa saber, entender e aplicar aquilo a seu favor. E existem diversos macetes que você pode aprender para tornar tudo mais fácil. Vou elencar alguns macetes em tópicos, para que você busque conhecer mais e se aprimorar.

Aprenda sobre SEO – Search Engine Optimization é o que vai fazer seu site ser mais fácil de ser encontrado nos resultados de busca.

Tamanhos de imagens nas redes sociais – Cada rede social tem suas particularidades. Cada uma tem um tamanho para cada tipo de postagem. É uma loucura!! Mas você precisa conhecer as que mais usa e, claro, saber alguns macetes. Um que eu sempre uso é preparar as imagens em formato PNG, que preserva mais a qualidade do que o JPG. Um coringa que sempre tenho em mãos é usar as imagens em formato 800×800 pixels. Elas servem bem para os posts na timeline do Facebook e Instagram. Mas já não ficam tão boas para o InstaStories, que é outra parada! Ou seja. Você tem que saber e se planejar.

Referências – Grande parte do que você precisa fazer nas redes sociais é criar um conteúdo interessante para os seus seguidores. Você pode fazer conteúdo original ou buscar referências. Isso pode ser feito em sites de notícias, página de parceiros e assuntos relacionados a sua área. Mas, claro, lembre-se de não fazer cópias descaradas e sempre citar a fonte.

E, mais uma vez, para não me alongar muito, deixo o convite para se inscrever na newsletter especial que estou criando, apenas com dicas de marketing digital. Toda semana alguns desses assuntos serão melhor abordados.

 

3 – Facebook Ads: A ferramenta mais incrível que você pode ter. Mas que provavelmente não vai ter saco pra aprender

Já falei em alguns outros artigos sobre o Facebook e suas maravilhas. Já dei 5 dicas bem básicas pra quem tá começando a investir em marketing nesta rede social, também já expliquei melhor sobre a importância de programar e saber quais os melhores horários pra fazer as postagens e já mostrei um pouco de como é difícil manter uma página e lucrar com ela. Inclusive, um dos motivos que torna tão complicado o retorno de investimentos é saber utilizar bem as ferramentas do Facebook Ads.

No entanto, a ferramenta de impulsionamento criada por Mark Zuckerberg é uma das mais democráticas e de fácil acesso. Qualquer um pode ir lá e impulsionar uma publicação usando as configurações predefinidas. Mas com ela você pode ir ainda mais longe. Se você aprender tudo que puder sobre a ferramenta Facebook for Business, criação de público com base em listas, pixels e tudo mais, com certeza você conseguirá levar seu negócio para outro patamar!

Você já deve ter visto que logo depois de entrar em um site de compra, aquele produto que você viu começa a aparecer na sua timeline? Isso é uma das maravilhas do pixel do Facebook. E você pode fazer o mesmo com pessoas que visitam seu site. As oportunidades são infinitas!! Vale a pena buscar saber mais sobre isso!

 

Bônus – Não sabe fazer, pede pra quem sabe

Não adianta você querer fazer tudo! Não é possível abraçar o mundo. Se você quer focar na sua empresa, em outras áreas, uma hora ou outra vai ter que abrir mão da parte de marketing digital e colocar alguém pra fazer isso por você. Pode ser uma empresa, um profissional terceirizado ou criar seu próprio departamento de marketing.

Mas, mesmo se você quer investir pouco, é possível contratar profissionais pra fazer essa parte por você. Desde a criação de conteúdo, até a parte chata do Facebook Ads.

E se você estiver precisando de um profissional de marketing, pode contar comigo também. Trabalho há mais de 10 anos nesta área e vou poder te ajudar de alguma forma! Além do meu Linkedin, você pode conferir meu site (que em breve vai estar prontinho) e meu portifólio por lá.

———-

Guilherme Santos: Formado em Publicidade e Propaganda, atua na área de comunicação desde 2007 e escreve uma coluna semanal no Jornal de Lagunadesde 2014. Fundou, juntamente com um sócio, em 2015 a startup Crush Design, especializada na criação e venda de móveis em formato digital. Também tem uma empresa de marketing e publicidade, que hoje se chama Gui Santos PRO, e faz criações de artes gráficas, redação, social media e criação de conteúdo para vários clientes.

Gostou do texto? Curta, compartilhe e comente. Vamos trocar ideias!

E falando em trocar ideias, estou criando um grupo fechado para quem quer receber e-mails meus com novidades, textos em primeira mão e dicas. É só clicar neste link pra se cadastrar: http://eepurl.com/cqEXXv

Não se esqueça de me seguir no Linkedin. Toda semana posto um artigo diferente, que você vai gostar de ler, tenho certeza!

Também peço que siga minha página no Facebook: www.facebook.com/guisantospro/

E depois de te pedir tantas coisas, só quero agradecer! Obrigado por ler até aqui. Espero que possamos continuar nos comunicando e crescendo profissionalmente!

 

 

Você vai gostar desses artigos também

Gosto de ver os comentários. Escreve algo aí!