Se a nossa vida fosse um filme, nem todo mundo seria o Leonardo DiCaprio. Alguns de nós seriam apenas atores coadjuvantes, outros apenas alguém com nome genérico nos créditos e outros tantos seriam apenas aqueles que estão passando ao fundo, sem nenhuma função específica, a não ser a de não olhar para a câmera e fazer o possível para não destruir a cena!

Infelizmente não há espaço para que todos sejam protagonistas. Alguns tem que carregar o piano para que outros possam tocar e receber os aplausos. E não há nada de errado nisso! O que está errado é como você se comporta diante disso.

Se você fosse o coadjuvante em um filme com Leonardo DiCaprio, como se sentiria? Tentaria “fazer a caveira” dele para conseguir o almejado posto como protagonista ou faria o seu melhor com a oportunidade que tem? Se você respondeu que tentaria derrubá-lo, pare de ler agora e busque um psicólogo! Mas, se você, assim como a maioria das pessoas, respondeu que faria o seu melhor como coadjuvante e aproveitaria ao máximo esta oportunidade, parabéns. Você não está na crista da onda ainda, mas está dando um belo passo para longe da mediocridade.

 

Seja apenas a melhor versão de si

O inteligentíssimo Mario Sérgio Cortella diz que:

Mediocre é quem pode fazer o melhor, mas se contenta em fazer apenas o possível

Pense bem. Você é aquele aluno que se contenta com o 7 apenas para passar? Vai para o trabalho, faz o seu, bate o cartão e pronto? Sabe das coisas mais guarda pra si, pois acredita naquela ideia: “eu aprendi sozinho, que a outra pessoa também aprenda por conta própria”? Se respondeu afirmativamente alguma destas questões, então você é medíocre!

Mas calma aí! Apesar de medíocre não ser algo muito bom, também não é algo tão ruim como muitos acreditam. Você é apenas mediano. Sem muita vontade e pretensão de ser melhor. Você é uma boia e não um barco. Você vai ficando à deriva enquanto a onda te leva.

O medíocre certamente nunca será um protagonista. Também não conseguirá atingir a melhor versão de si. Mas ok! Nem todo mundo quer isso. Eu não consigo entender como alguém não consegue ter a habilidade inata de sempre buscar aprender, evoluir e ser melhor. Porém, respeito quem não tenha “tesão” para tanto.

 

Não seja medíocre e talvez seja protagonista. Mas, com certeza, você já vai ser uma pessoa melhor!

Você só precisa fazer o seu melhor. Sempre. Quando estiver em dúvida, se pergunte: eu estou fazendo o possível ou estou fazendo o meu melhor?

Quando você começar a fugir da mediocridade, automaticamente vai passar a deixar marcas mais duradouras por onde caminhar. Você vai impactar positivamente mais pessoas. E, assim, quem sabe, você seja até um protagonista no futuro. Alguém famoso, reconhecido, com placas e prêmios. Mas isso só vai ser possível se você buscar ser sempre a melhor versão de si!

 

Na pior das hipóteses você será alguém acima da média

E se você não conseguir ser um Leonardo DiCaprio? Bom, quem sabe o seu caminho é ser um Ayrton Senna? Talvez você esteja trilhando o caminho errado, pensando da maneira errada, andando com as pessoas erradas. Você precisa fazer essa jornada de autoconhecimento e descobrir como dar um upgrade neste seu avatar e, então, buscar o protagonismo.

Mas mesmo assim, você não tem o direito de fraquejar e viver sua vida como apenas mais um emaranhado de células. Honre aqueles espermatozoides que ficaram pelo caminho! Seja a melhor versão de si! Faça a diferença! E mesmo que não seja um protagonista, aja como tal! Pelo menos você vai estar fazendo o seu melhor. O que já é suficiente para servir, pelo menos, como um bom exemplo. E disso sempre precisamos!

 

E aí, qual o seu papel nesse filme?

Você vai ser protagonista ou elenco de apoio? A boa notícia é que boa parte do que você precisa pra ser protagonista só depende de você. Alguns contam com a sorte, bons contatos, oportunidades na hora certa. Mas é aquela história: O papel de próximo Batman não vai cair no meu colo se eu não for um bom ator, ter estudado e me dedicado em vários outros trabalhos. E, se cair, provavelmente vai ser uma bosta, pois eu não tenho preparo e contar apenas com a vontade não costuma dar certo.

Então, meu jovem, faça o seu melhor. Sempre! E o próximo Batman pode ser você!

 

———-

Guilherme Santos: Formado em Publicidade e Propaganda, atua na área de comunicação desde 2007 e escreve uma coluna semanal no Jornal de Lagunadesde 2014. Fundou, juntamente com um sócio, em 2015 a startup Crush Design, especializada na criação e venda de móveis em formato digital. Também tem uma empresa de marketing e publicidade, que hoje se chama Gui Santos PRO, e desenvolve artes gráficas, redação, social media e criação de conteúdo para vários clientes.

Gostou do texto? Curta, compartilhe e comente. Vamos trocar ideias!

E falando em trocar ideias, estou criando um grupo fechado para quem quer receber e-mails meus com novidades, textos em primeira mão e dicas. É só clicar neste link pra se cadastrar: http://eepurl.com/cqEXXv

Não se esqueça de me seguir aqui no Linkedin. Toda semana posto um artigo diferente, que você vai gostar de ler, tenho certeza!

Também peço que siga minha página no Facebook: www.facebook.com/guisantospro/

E depois de te pedir tantas coisas, só quero agradecer! Obrigado por ler até aqui. Espero que possamos continuar nos comunicando e crescendo profissionalmente!

 

Você vai gostar desses posts também

Gosto de ver os comentários. Escreve algo aí!